VACINAÇÃO EM SC

Santa Catarina ultrapassa 5 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

Índice de cobertura vacinal ultrapassou 80% na população com 30 anos ou mais

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Santa Catarina tem mais de 5 milhões de pessoas completamente imunizadas com a segunda dose ou dose única da vacina contra a Covid-19. De acordo com a última atualização do vacinômetro, agora já são 5.011.080 pessoas completamente imunizadas, o que corresponde a 81,84% da população vacinável (12 anos ou mais) ou 69,09% da população total do estado. A marca foi alcançada na última quarta-feira, 1º de dezembro.

Considerando o número de doses aplicadas por faixa etária, o índice de cobertura vacinal ultrapassou 80% na população com 30 anos ou mais. Para os adultos jovens, de 18 a 19 anos e 20 a 29 anos, a cobertura ainda é de 68,76% e 74,14% respectivamente, o que mostra que muitos ainda não retornaram para completar o esquema vacinal com as duas doses.

"Os números mostram um avanço significativo da vacinação em Santa Catarina, mas precisamos progredir ainda mais. E por isso pedimos aos que ainda não completaram o esquema vacinal que retornem e façam isso. A vacina é o caminho da volta à normalidade", ressalta o governador Carlos Moisés.

"O Estado de Santa Catarina segue como um dos que mais vacina no país e o resultado disso é a redução nos índices da pandemia. No entanto, não podemos nos descuidar e precisamos avançar. Estamos agora reforçando com os municípios as estratégias para ampliar ainda mais a vacinação", afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Os dados estão no vacinômetro estadual

Com relação aos adolescentes, 78,6% já receberam a primeira dose e 20,73% completaram o esquema vacinal. O superintendente de vigilância em saúde, Eduardo Macário, explica que, tendo em vista que este grupo foi o último a ser incluído no Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, considera-se uma boa adesão na primeira dose, restando a importância de retorno para a segunda no momento adequado.

O superintendente também avalia que, além de adequadas coberturas vacinais, elas também precisam ser homogêneas. "A homogeneidade vacinal é um importante indicador de desempenho do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e demonstra a proporção de municípios que alcançam a meta estabelecida de uma Campanha de Vacinação. A meta estabelecida para a campanha contra a Covid-19 é de 85% de cobertura vacinal da população em geral. Nesse quesito, 53 municípios (18%) alcançaram a meta. Outros 72 municípios (24,4%) estão entre 75 e 84%, 109 municípios (36,9%) estão entre 65 e 74%, 52 municípios (17,6%) estão entre 55 e 64% e apenas 9 municípios (3,1%) estão com coberturas abaixo de 55%", ressalta o superintendente.

Segundo o painel Vacinômetro SC, elaborado a partir dos registros de vacinação que alimentam o banco de dados do Ministério da Saúde, os nove municípios que apresentam as coberturas abaixo de 55% são: Entre Rios (53,95%), Schroeder (53,64%), Araquari (52,39%), Timbó Grande (48,05%), Bom Jesus (46,12%), São João Batista (44,92%), São Lourenço do Oeste (42,66%), Ipiaçu (38,05%) e Calmon (19,01%).

O superintendente destaca que, para esses municípios, foram encaminhados ofícios solicitando informações sobre os motivos de apresentarem coberturas vacinais tão baixas, quando comparado com os demais. "Os municípios de Entre Rios, Araquari e Ipuaçu possuem população indígena cujos registros não estão sendo contabilizados. Já o município de Calmon informou que estão providenciando os ajustes no sistema", explica Macário.

Vacinação e queda de óbitos

A vacinação contra a Covid-19 começou no dia 18 de janeiro de 2021, e até fevereiro, pouco mais de 63.543 catarinenses estavam com o esquema vacinal completo. Na medida em que a vacinação foi avançando, o número de mortes por Covid-19 foi gradualmente reduzindo. Nos meses de março a maio foram registrados 7.914 óbitos, enquanto 762.904 pessoas estavam com o esquema vacinal completo. Nos meses de junho a agosto houve 3.290 mortes, quando 2.472.827 pessoas estavam vacinadas. Isso representa uma queda de 58,4% dos óbitos e um aumento de 224% no número de pessoas vacinadas, quando comparado os períodos de março-maio com junho-agosto.

Já no período de setembro a novembro foram registradas 1.188 mortes, com um total de 5.011.080 pessoas completamente vacinadas. Comparando com o período anterior, houve uma redução de 63,9% nos óbitos por Covid-19, paralelo a um aumento de 103% na vacinação.







EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro