POLÍTICA

Bolsonaro recua de filiação no PL por garantias de controle do diretório de São Paulo

Coluna Curtas Políticas com Dr. Ailton de Souza Júnior

BOLSONARO RECUA DE FILIAÇÃO NO PL POR GARANTIAS DE CONTROLE DO DIRETÓRIO DE SÃO PAULO

O presidente Jair Bolsonaro recuou momentaneamente da ideia de filiação ao PL de Waldemar Costa Neto, sendo inclusive, cancelado o evento de filiação que iria ocorrer no próximo dia 22.

Segundo informações pesaram na decisão questões internas do PL que possui alinhamento com outras candidaturas presidenciais em diversos estados, sendo o maior problema em São Paulo, onde o partido tende a apoiar João Dória e Rodrigo Garcia.

Bolsonaro parece ter exigido o controle do estado de São Paulo para Eduardo Bolsonaro, querendo indicar candidato a governador do estado, ou o próprio Eduardo, ou o ministro Tarcísio Freitas.

Por sua vez, Waldemar Costa Neto teria perdido a paciência com o Presidente se exaltando na discussão.

A executiva nacional do PL se reúne nesta quarta para discutir os palanques regionais, visando aparar as arestas para o ingresso de Bolsonaro.

O ingresso de Bolsonaro no PL deve trazer milhares de pretensos candidatos em 2022 ligados ao Bolsonarismo, alas do partido temem que após o processo eleitoral, o presidente retome a ideia de criança do Aliança pelo Brasil esvaziando o partido e levando consigo eventuais mandatos.

LULA E ALCKMIN PODEM ESTAR NA MESMA CHAPA

A política definitivamente é a arte de se reinventar. Quem alguns anos atrás imaginaria que Lula e Geraldo Alckmin poderiam estar no mesmo palanque eleitoral sendo candidatos a Presidente e Vice?

Nos bastidores começam a surgir conversas no sentido de uma aliança entre os dois visando vencer Bolsonaro e uma eventual terceira via nas eleições.

Alckmin nega o boato, se diz lisonjeado, entretanto, alega haver diferenças intransponíveis que tornam impossível a chapa. Lula por sua vez, diz que não houve nada entre ele e Geraldo que não possa reconciliado.

Fica claro que cada vez mais Ciro Gomes vai se isolando, colocando em risco sua viabilidade eleitoral.

PRÉVIAS DO PSDB COLOCAM FOGO NO TABULEIRO ELEITORAL DE 2022

O PSDB será o centro das atenções políticas nacional no próximo domingo dia 21/11.

Provavelmente Eduardo Leite governador do Rio Grande do Sul e João Dória Junior governador de São Paulo irão disputar no voto a indicação partidária a cabeça de chapa na disputa presidencial.

A tendência atual é que Eduardo Leite vença a disputa. Dória construiu muitos desafetos internos no PSDB, e conta com muita rejeição da sociedade, embora tenha sido importante no processo de vacinação nacional contra a COVID-19.

Geraldo Alckmin que está muito próximo de sua saída do PSDB para tumultuar ainda mais o cenário, se habilitou como eleitor nas prévias, e trouxe consigo seu grupo político, fato qual tem irritado João Dória. O voto de Alckmin tem mais peso do que o de vereadores e deputados nessa votação.

Tudo leva a crer que Alckmin deverá apoiar Eduardo Leite.

Quem assiste de camarote a disputa do PSDB é Bolsonaro. O PL de Waldemar Costa Neto é um dos fiadores do governo Dória em São Paulo, se Dória sair enfraquecido a tendência é que o PL mude de direção e se abra espaço em São Paulo para o presidente comandar o diretório estadual.







EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro