EDITORIAL 525

Tudo dominado

Não há garantia que as atuais escolas proporcionem conhecimento

Cada dia mais distante da "democracia ateniense", nós talvez nem mais somos cidadãos como fora definido na criação do sistema democrático.

Quando da implantação da democracia por Clistenes em Atenas na Grécia o cidadão era aquele que tinha direitos políticos e a propriedade, podia discursar livremente sobre os temas pertinentes. Hoje se opinar contra o "poder judiciário" você será preso sem direito a nada, vejam as situações do deputado Daniel Silveira e do jornalista Oswaldo Eustáquio. E a grande mídia se mantém em silêncio total.

O direito a livre expressão definido em nossa Carta Magna não existe mais.

Você ser condenado a indenizar quem você ofendeu injustamente é uma coisa, mas lhe impor prisão é absurdo.

Mas voltando a Democracia - poder soberano do povo, onde está? Que fim teve?

Hoje o povo não mais cidadão é. Tornou-se simplesmente massa de manobra do poder econômico por sua condição de miséria e falta de acesso ao conhecimento. Não há garantia que as atuais escolas proporcionem conhecimento, pois estão tomadas por radicais que impõe suas ideologias e muito pouco conhecimento a quem as frequenta.

Com a globalização, a aproximação dos povos pela acessibilidade entre os países e pelo desenvolvimento das comunicações trouxe o confronto cultural, o posicionamento das minorias tornou-se mais relevante do que os das maiorias, tudo isso garantido em Leis "fabricadas" pelas minorias que dominaram os corredores dos poderes constituídos.

Nos tempos da "democracia ateniense" os estrangeiros eram muito bem-vindos, mas não tinham direito ao voto, pois o cidadão local decidia na busca da manutenção de seus costumes e Leis. Os estrangeiros tinham de se adaptar as regras locais.

Como no atual mundo que vivemos, aos poucos Atenas foi dominada pelos eupátridas, donos de terras e riquezas, a elite ou então aristocracia. Isso tudo fez surgir novos grupos e os conflitos de interesses tornaram-se insuportáveis nascendo assim a "democracia" que conhecemos.

Hoje, pela definição da palavra não mais existe nenhum poder emanado do povo. Existe sim uma nação dominada, suscetível as informações direcionadas e até mesmo falsas sem nenhuma capacidade de interpretação e posicionamento.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro