SAÚDE

Quando devo me preocupar com a tosse do meu filho?

Por Dra. Cristiane S. Schmitz, especialista em Medicina da família e em Pediatria

A tosse protege as vias respiratórias das crianças, impede a entrada de micro-organismos, corpos estranhos, alimentos e ainda ajuda a remover as secreções. Portanto, a tosse é um mecanismo que protege as vias aéreas, mas também é um sintoma presente em várias doenças.

Ela ocorre por um reflexo complexo que se inicia com a estimulação dos receptores da tosse. Estes se situam no nariz, seios paranasais, faringe, laringe, traqueia, carina, divisão de brônquios, conduto auditivo externo, membrana timpânica, pleura, pericárdio, diafragma, estômago e esôfago, e respondem a diferentes estímulos: térmicos (mudanças de temperatura), irritativos (fumaça) e mecânicos (secreção, corpo estranho).

Ou seja, a tosse é um mecanismo de defesa para eliminar secreções e corpos estranhos das vias aéreas, além de resposta a diversos estímulos ou secreções distintas, como por exemplo na sinusite, refluxo, gotejamento pós nasal, sendo também um mecanismo de disseminação de doenças;

As infecções de vias aéreas superiores são as principais causas de tosse. A tosse nesses casos pode ter uma duração de até dez dias, podendo prolongar-se até 25 dias ou mais. Crianças saudáveis que frequentam creches e escolas podem ter até 8 a 12 episódios de infecções respiratórias por ano. Doenças alérgicas como asma e rinite também são comuns. Menos frequentes são as aspirações de corpo estranho e os problemas congênitos.

A tosse em geral é classificada em:

  • aguda (até 3 semanas de duração),
  • subaguda (entre 3 e 8 semanas) e
  • crônica (acima de 8 semanas).

Uma em cada 10 crianças saudáveis com tosse aguda devido a infecções de vias aéreas superiores continuará tossindo após três semanas. Isso se justifica pelo fato de algumas crianças apresentarem uma hipersensibilidade dos receptores da tosse após cada infecção viral, e isto pode perdurar por semanas a meses. Estando a criança bem, é razoável esperar a resolução natural da tosse, desde que não existam sinais de alarme.

Quais os sintomas e sinais de alerta que devemos nos atentar quando as crianças apresentam tosse?

  • Tosse súbita, acompanhada de asfixia (suspeitar de corpo estranho);
  • Tosse progressiva, inicia leve, logo se torna mais intensa e persiste no período noturno;
  • Tosse com antecedente de pneumonia de repetição;
  • Quando for seca e principalmente à noite;
  • Quando ocorrer em recém-nascidos e em lactentes menores de seis meses;
  • Falta de ar ou chiado;
  • Tosse ladrante (ou chamada tosse de cachorro)
  • Tosse com catarro maior que três a quatro semanas.
  • Quando estiver associada a outros sintomas como perda de peso, febre e falta de ar, por exemplo.

Como tratar a tosse?

Os antitussígenos não são recomendados de rotina, portanto, o tratamento da tosse aguda ainda se baseia em três pilares: hidratação oral, na umidificação e higienização nasal. Distintas pesquisam destacam o uso de mucolíticos como ajudantes nos quadros de tosse, mas sempre com intensa avaliação pediátrica para seu uso. A OMS e AAP sugerem um potencial benefício do mel sempre acima de um ano de idade.

A tosse, por ser um mecanismo de defesa normal do organismo, em sua grande maioria, tem uma resolução espontânea, sem uso de medicamentos específicos. Lembrar que a tosse durante um resfriado comum dura normalmente dez dias ou mais.

Quando usamos medicamentos para isso eles são sempre dirigidos para a doença de base, após um minucioso exame clínico do pediatra. Mas lembre-se que você precisa atentar se a pequenas modificações no ambiente para a melhora do quadro: evitar a exposição à fumaça de cigarro, tinta fresca, cola, inseticidas, pó, poeira e mofo, evitar uso de tapetes, cortinas e cobertores com pelos, evitar animais de estimação dentro de casa e manter o ambiente limpo. Além disso é muito importante manter o calendário vacinal atualizado.

Sempre que houver um sintoma que lhe chame a atenção ou preocupe do habitual, faça uma avaliação do seu filho.

Dra. Cristiane S. Schmitz
CRM 19236SC
Especialista em Medicina da família RQE 20506
Especialista em Pediatria RQE 21169.







EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro