EDITORIAL 555

Há esperança

Como analisar um povo que em sua maioria não sabe interpretar uma notícia?

Infelizmente após mais de meio milênio ainda não nos foi dada a oportunidade do saber. Somos um povo, em sua maioria ignorante, sem cultura política e sem capacidade de interpretar um simples texto e ou notícia. Somos, portanto, facilmente manipuláveis e pendemos para o lado que nos inspira segurança ou que nos dê vantagens. Os poucos que têm a chance de buscar conhecimento são doutrinados por professores reacionários que sempre buscaram implantar neste país o socialismo. Um sistema de governo utópico que onde ainda sobrevive é às custas do capitalismo e do suor de outros povos em distantes países.

Para ilustrar nossa opinião analisem estes fatos: Os veículos de comunicação apresentam ao país e a uma grande fatia do mundo o nosso Brasil e o que há de melhor aqui, e então... lá vem os ataques de que aqui tem coisa ruim também e que isso e que aquilo e que a rede televisiva manipula, etc... etc... Se tivessem apresentado as coisas ruins os ataques seriam de que forma? Se os jornais divulgam as falcatruas do poder é porque estão defendendo interesses e manipulando o povo. Se não divulgada está escondendo.

Como analisar um povo que em sua maioria não sabe interpretar uma notícia, que não consegue filtrar as informações, que não muda de canal para ouvir outras opiniões e não lê?

Uma minoria lê jornal e assiste noticiários e esta sofre com os erros das que nada sabem e só buscam vantagens, pois na hora do voto depositam nas urnas interesses pessoais e não o coletivo.

Com tudo isso podemos acreditar que o Brasil mudará?

Alguns já disseram que é o país do futuro, outros o país dos jovens, e os atuais ex-esquerdistas dizem: este é o país do Lula, da Dilma, do PT, o país do trabalhador.

País do Lula, da Dilma, do PT, do trabalhador? Tantas promessas descumpridas, tantos sonhos perdidos. Os radicais de esquerda que lutaram, até mesmo através das armas, buscando um ideal político, um ideal voltado ao trabalhismo e conquistaram o poder, o que fizeram? Se envolveram na mesmice da busca do fácil, do para mim. Cadê aqueles ideais de buscar o melhor para o povo trabalhador? Será que os bolsas famílias, gás etc., são suficientes para que o povo viva bem? É fácil falar, difícil fazer!

O Brasil precisa sim é de educação. Precisa que seu povo viva do próprio trabalho e saiba escolher seus governantes e enxergar a diferença do certo e do errado.

Precisa que seu povo pare de querer levar vantagem às custas do suor do próximo.







EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro