EDUCAÇÃO

Sete em cada 10 escolas estaduais funcionam com modelo misto

Nesse período, as escolas colocaram em prática os protocolos de segurança sanitária

Foto: DIVULGAÇÃO

Segundo a Secretaria de Estado da Educação (SED), 11 das 1.065 escolas da rede estadual estão em funcionamento 100% remoto por orientação da Vigilância Epidemiológica. A medida, que atinge 1,03% das unidades, é temporária.

Além disso, são 785 escolas no modelo misto, com alternância do chamado 'tempo casa' e 'tempo escola'. Essas unidades representam 73,7% do total.

Apenas 36 unidades (3,4%) atuam com o modelo 100% presencial.

Nesta quinta-feira (18), a educação presencial no ensino estadual completou um mês. Nesse período, as escolas colocaram em prática os protocolos de segurança sanitária elaborados em conjunto com a comunidade escolar. Pessoas com suspeita ou confirmação para Covid-19 foram afastadas para evitar o contágio na escola e permitir a continuidade das aulas presenciais, informa a pasta.

O secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, explica que esse número tem se mantido constante ao longo do primeiro mês de aulas, o que reforça que os protocolos estão sendo cumpridos. "Trabalhamos para que alunos e professores encontrem um lugar seguro quando chegarem às escolas, que não são imunes à Covid, mas onde há regramentos bem definidos para que o ensino presencial possa ser mantido".

O levantamento elaborado pela SED, com dados até 16 de março, indica que 126 servidores positivados para Covid-19 estão afastados de suas funções, o que corresponde a 0,36% dos servidores da rede estadual. A orientação definida em conjunto com a Vigilância Epidemiológica é que os servidores sejam afastados preventivamente do modelo presencial em caso de sinais de síndrome gripal e que os alunos com sintomas permaneçam em casa.

Essas informações têm sido acompanhadas pelo Ministério Público, que se reuniu com Vampiro na semana passada para avaliar o início do ano letivo. No encontro, os promotores reforçaram a necessidade de manter as aulas presenciais para cumprir a legislação, pela escola ser um espaço de acolhimento social para crianças em situação de vulnerabilidade e também pela escolha dos pais, que podem optar se os filhos aprenderão pelo modelo presencial ou remoto.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro