ECONOMIA

BRDE amplia período de inscrições para Leis de Incentivos

A dificuldade para obtenção de documentos, em função de restrições provocadas pela pandemia, levou o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) a prorrogar o período de inscrições da seleção de projetos que terão apoio da instituição por meio de leis de incentivo fiscal.
"Nas últimas semanas várias entidades relataram dificuldades para obtenção de certidões e outros documentos. Isso nos levou, de maneira excepcional, a alongar o prazo de inscrições", explica o Diretor de Acompanhamento e Recuperação de Crédito, Marcelo Haendchen Dutra.
O prazo se encerrava na quinta-feira (30). Agora as entidades interessadas terão até o próximo dia 15 de outubro para realizar o cadastramento das propostas ou concluir os processos já em andamento. O formulário segue disponível exclusivamente na forma digital no Portal de Incentivos.
"Sabemos que é um recurso importante, que ajuda viabilizar programas e projetos com forte apelo cultural e social. Garantir este prazo adicional é, com certeza, assegurar justiça ao processo", reforça.
Segundo ele, a destinação de parte dos impostos devidos para programas culturais, esportivos, sociais e assistenciais, faz parte da política de responsabilidade socioambiental do BRDE, e está conectada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), do qual o banco é signatário. No acumulado dos últimos seis anos o BRDE disponibilizou R$ 7,9 milhões para 193 projetos catarinenses, impactando diretamente mais de 150 mil pessoas. Quando somado com os aportes a projetos sociais, esportivos e culturais do Rio Grande do Sul e Paraná, o valor chega a R$ 23,7 milhões no mesmo período.
"Só em 2020 foram beneficiados 33 projetos em Santa Catarina, que receberam valores entre R$ 10 mil e R$ 100 mil", lembra o Diretor Financeiro, Vladimir Arthur Fey.
Para se habilitar aos recursos disponibilizados pelo BRDE, entidades assistenciais, produtores culturais e ONG´s precisam primeiramente fazer o cadastro e aprovar o projeto para captação junto a Ministérios como da Cultura ou Esporte. Estando apto, o produtor deve inscrever o projeto no Portal de Incentivos do BRDE. A etapa seguinte é a de seleção, que envolve o corpo técnico do banco.
"Temos uma equipe dedicada, que procura analisar detalhadamente os projetos inscritos. A intenção é verificar o público atendido, o impacto de cada projeto e a região beneficiada. Ao final do processo essas indicações são validadas em reunião de Diretoria", destaca Fey.
Os indicados terão os recursos disponibilizados até o dia 28 de dezembro deste ano. Os nomes dos projetos e os valores envolvidos serão publicados no site do BRDE, como nos anos anteriores, de forma a garantir transparência ao processo.





EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro