CABEÇO NEGRO

Nome tem origem na palavra Apiúna - nome de origem indígena (Botocuda) que tem por significado: 

CABEÇO - cume de montanha arredondado em forma de cabeça.

NEGRO - escuro

Os índios que aqui viveram chamavam o Morro Dom Bosco (símbolo da cidade) de Apiúna. No cume (topo) desta montanha tem uma capela dedicada a Dom Bosco construída na década de 40 do século XX.

 

O Jornal CABEÇO NEGRO foi fundado em janeiro do ano 2000 com a intenção de divulgar a cultura apiunense e suas conquistas.

Após cinco anos foi transformado em um jornal comercial de propriedade da See Editoração de Jornais Ltda - Me, e em janeiro de 2007 foi registrado junto ao cartório de registros da comarca de Ascurra, sendo o único veículo de comunicação impressa registrado pertencente a Apiúna. Em pouco tempo transformou-se em um ícone de veracidade em suas informações, um símbolo de credibilidade.

O Cabeço Negro é um tablóide com circulação semanal, sempre as quintas-feiras, possuidor da certificação do IVC - Instituto Verificador de Comunicação.

Tem como público alvo jovens e adultos que buscam informações locais e regionais, das cidades de Apiúna, Ascurra e microrregião. São distribuídos gratuitamente 1.500 exemplares em mais de 30 pontos nos comércios e indústrias de Apiúna, Ascurra, Rodeio, possuindo ainda assinantes em Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau e Ibirama. Destes, destaque para os 500 exemplares disponibilizados para os funcionários da Brandili (maior empresa de tecelagem da região com mais de 1.000 empregos diretos) e os 150 da Rovitex Têxtil de Ascurra.

Desde 2007 o Cabeço Negro vem sendo reconhecido em pesquisas privadas e públicas como o jornal local mais lido de Apiúna e região. Recebeu premiação de destaque da Hidrelétrica Salto Pilão e outras mais. O jornal Cabeço Negro destaca-se por seus 16 colunistas (que abrangem assuntos desde esporte, psicologia, saúde, direito civil e trabalhista) e também por seus cadernos especiais (Natal, Mães, Páscoa, Mulher, Dia do Município, etc).

Em formato tablóide com excelente impressão, o Cabeço Negro é hoje o veículo de comunicação formador de opinião de mais de 40% da população apiunense e o único da região com auditagem de circulação do IVC.

MISSÃO

Informar, entreter e contribuir para a educação de Apiúna e região através de 
conteúdos de qualidade baseados na veracidade.

VISÃO 

Queremos cada vez mais ser o ambiente onde as pessoas possam encontrar informação, diversão e cultura, instrumentos essenciais 
para uma sociedade que almeja a felicidade.

 

1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 100 78 fundos sala 02, Loteamento Dona Helena Morro
Apiúna - SC - Brasil

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro