POLÍTICA

PARABÉNS APIÚNA!!!

Apiúna comemora neste primeiro de junho 31 anos de Instalação do Município e 153 anos de História desde o início de sua colonização.

Foto: Willian Klaumann

A saga dos imigrantes em Apiúna atravessou grandes obstáculos, não sendo diferente das tantas histórias das migrações no Vale do Itajaí. Sua história teve início na metade da década de quarenta, século XIX, portugueses advindos do litoral, região de Tijucas, por aqui estiveram; índios, onças, cobras e as dificuldades naturais de uma nova terra afastaram os intrépidos aventureiros; poucos aqui ficaram e se fixaram nas proximidades da localidade de Subida onde por volta de 1867 foi implantado, no lugar denominado de Morro Pelado, a Rancharia de Passo Odebrecht para dar segurança aos tropeiros que por aqui passavam. 

Em 29 de setembro de 1878 com a chegada de 150 imigrantes italianos, advindos dos núcleos de colonização da região, foi fundado o povoado Bugherbach - Ribeirão do Bugre.

Advieram várias outras denominações: Ribeirão Neisse, Aquidabã e por fim e por força de lei em 1941, o nome Apiúna, de origem indígena que significa Cabeço-Negro devido a pitoresca montanha arredondada com forma de cabeça e escura existente na sede do município conhecida pelo nome de morro Dom Bosco.

Apiúna foi emancipada de Indaial em janeiro de 1988 e instalado o município em 1º de junho de1989, tendo como seu primeiro prefeito municipal o empresário Nicanor Morro.

Trinta e um anos se passaram com bons e maus momentos, com bons e maus administradores públicos e mesmo assim Apiúna se destaca e hoje mais do que nunca mantém o título de cidade de administração mais transparente do Brasil.

Parabéns a todos que contribuíram para a construção desta grande história.

"Apiúna, tens o dom da natureza no teu nome a grandeza de um povo vencedor".






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro