ARTIGO

Nós não paramos

Por Carlos Chiodini, deputado federal por Santa Catarina

Vou citar aqui o escritor romancista, jornalista brasileiro e membro da Academia Brasileira de Letras, Ignácio de Loyola Lopes Brandão, paulista que em breve completa 81 anos afirmando que não irá parar nunca, pois o trabalho é algo que se faz pelo prazer, pela emoção e porque o mantém vivo. De suas sábias palavras, faço as minhas que desde muito jovem me mantém ativo em minhas ações como ser humano e como agente político. O trabalho dignifica o homem, prospera a vida dos próximos e incentiva a mudança, a esperança e a inovação. 

Incansavelmente, desde o início da pandemia do Coronavírus no mundo, tenho me debruçado para fazer do meu trabalho uma solução no enfrentamento a esse vírus que tirou a vida de diversas pessoas e contaminou outras tantas. Como deputado federal, produzi dez Projetos de Lei de março até agora na intenção de encontrarmos saídas para driblarmos, desse triste cenário, com avanços e novos horizontes.

Recentemente, como muitos catarinenses devem ter acompanhado, meu Projeto de Lei 2294/2020 foi aprovado pela Câmara dos Deputados, em Brasília. Nele, peço a flexibilização e comercialização de respiradores pulmonares no país durante a pandemia. Meu olhar é, além de salvar vidas, ajudar e impulsionar a economia do Brasil, que infelizmente está bastante afetada desde que o Covid-19 surgiu e atingiu a todos os estados brasileiros. Agora, este PL está no Senado Federal para aprovação, que a meu ver reforça como nós, representantes do povo, podemos fazer a diferença.

Dia após dia, trabalho no anseio de combater a pandemia e, mesmo diante das diversas dificuldades que ela causa ao país, descobrir maneiras que possam nos trazer novos horizontes. O Brasil precisa mudar. Nós precisamos mudar. E a mudança é o pulso latente para o desenvolvimento econômico e sustentável da nação.

Tenho, além de batalhado por projetos que beneficiam a sociedade, o microempreendedor individual, as microempresas, o turismo, o consumidor e o Estado, disponibilizado recursos que possam ser investidos na saúde, na infraestrutura, no lazer e na agricultura de Santa Catarina.

Acredito nas ações do presente para que possamos usufruir de um futuro mais digno e com qualidade. É preciso esforço, força de vontade e união entre os agentes políticos. E nesse ponto, não tenho nada a reclamar. Pelo contrário. Sinto-me realizado em não parar de trabalhar, em não cruzar os braços. O legado começa por nós.

Permaneço, apesar de tantas perdas diante dessa crise que afetou a economia, a política e a qualidade de vida das pessoas, firme em minha missão: não medir esforços para apalpar a terra, plantar as sementes, regá-las e colher seus bons frutos. E assim, sigo com infinitos caminhos a prosseguir em nome da vida e de sua prosperidade!





EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro