POLÍTICA

Casos de Covid-19 em SC sobem para 717; governo prepara novas liberações

Segundo o governador Carlos Moisés da Silva, caso as pessoas e estabelecimentos não respeitem as orientações, Executivo pode voltar atrás

O número de casos confirmados de Covid-19 em Santa Catarina subiu para 717, segundo boletim do governo do Estado divulgado nesta sexta-feira (10). A Secretaria de Saúde anunciou que já foram realizados 4.745 testes para a doença. Até agora, 18 mortes foram registradas.  

Atualmente, 118 pacientes estão internados em UTI, somando as redes pública e privada. Desses, 78 demandam ventilação mecânica, 19 estão sem ventilação, e em 21 casos não há informação. Além disso, o Estado contabiliza 80 pacientes que saíram da UTI por apresentarem melhora no quadro de saúde.  

Mais de 80 municípios possuem casos confirmados. A lista é liderada por Florianópolis (167), Blumenau (61), Balneário Camboriú (51), Joinville (51), e Criciúma (37).  

O governador Carlos Moisés da Silva voltou a reiterar que o Executivo vai divulgar novas liberações neste sábado (11). "Ao meio-dia devemos estar anunciando algumas outras medidas de retomada de atividades com normas a serem seguidas, mas ainda não está no nosso escopo a questão de shoppings, locais de reunião de público, porque nós entendemos que precisamos de normas muito restritivas", disse.  

Moisés lembrou que a abertura de estabelecimentos faz parte do cronograma de proteção à pandemia de Covid-19, mas que eles não voltarão a atuar normalmente. Caso as orientações de combate ao vírus não sejam realizadas com êxito, "as ordens podem ser revertidas", afirmou.  

"[Precisamos] do acatamento da sociedade às ordens e orientações de como se deve comportar, porque na medida que o governo verificar que as pessoas não acatam, ou que os estabelecimentos não acatam, as ordens podem ser revertidas ou especificamente a responsabilização individual", acrescentou.  

Hospitais vocacionados  

O Estado estabeleceu que um hospital por macrorregião será vocacionado para combater a doença. O objetivo é que as unidades concentrem casos graves.  

Os selecionados são o Hospital Florianópolis (Grande Florianópolis), Hospital Regional de Araranguá (Sul), Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste (Oeste), Hospital São José de Joinville (Norte), Hospital Tereza Ramos de Lages (Serra) e Hospital Oase de Timbó (Vale do Itajaí).  

"Quando se fala em hospitais vocacionados, são hospitais onde via de regra nós não temos aliado a esse hospital nenhuma alta complexidade para que [o Coronavírus] não interfira nesse procedimento que é necessário dentro do processo de saúde pública", afirmou o secretário de Saúde, Helton de Souza Zeferino. 

Segundo Zeferino, os hospitais vocacionados serão integralmente destinados ao atendimento da Covid-19, mas o Estado possui 42 hospitais de referência que tem a obrigação de receber pacientes. 




EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro