PANDEMIA

612 mil domicílios de SC receberam auxílio emergencial em julho, diz IBGE

Estado manteve menor taxa de recebimento dos R$ 600 e também a menor taxa de desocupação do país

Segundo pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira, 20, cerca de 612 mil domicílios de Santa Catarina tiveram pelo menos um morador recebendo o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. O montante representa 24,5% do total de residências do Estado. 

Esse percentual é o menor do país em recebimento do auxílio, quase metade da média nacional de 44,1%. Logo após Santa Catarina estão Rio Grande do Sul (29,6%), Distrito Federal (33%) e São Paulo (35%). Os estados que tem maior percentual de recebimento são Amapá (68,8%), Maranhão (65,8%), e Pará (64,5%).  

De acordo com a pesquisa, os catarinenses mantêm a menor taxa de desocupação, de 8,4%, contra uma média nacional de 13,7%. Amazonas (17%), Maranhão (16,7%) e Bahia (15,9%) têm as maiores taxas.  

Além disso, Santa Catarina registrou o quinto melhor rendimento médio por pessoa ocupada, de R$ 2,225. Ficou atrás do Distrito Federal (R$ 3,8 mil), São Paulo (R$ 2,5 mil), Rio de Janeiro (R$ 2,4 mil), e Paraná (2,2 mil).





EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro