EDITORIAL 472

Recomeçar

Somos a favor da vida sim, mas a favor da manutenção do trabalho e de ganhar o pão e da dignidade.

Cada vez mais se descobre a incompetência ou covardia de nossos governantes. Mal assessorados ficam sem saber o que fazer diante dos acontecimentos. 

De decreto em decreto vão deixando claro que não sabem o que estão fazendo ou que acreditam mesmo que o vírus é seletivo: não ataca quem vai ao banco e fica se esfregando na fila, não afeta quem vai ao supermercado e nem quem compra chocolate, mas afeta quem comprar outro produto no comércio em geral.

As pessoas aterrorizadas pelos telejornais e idiotas que se dizem jornalistas nas redes socais, já se encontram em desespero. Os empresários não aguentam mais copiar e colar os decretos que a todo momento são publicados e acompanhados sempre de incertezas e informações dúbias e até absurdas de nosso governador.

Em Apiúna as demissões já começaram e pelas informações é alarmante: só em uma empresa passam de cem.

O cidadão sugestionável acredita no que vê e ouve e para ele é fato que morrerá se for vítima do covid-19.

"Não quero morrer". Uma frase dita por pessoa esclarecida e culta, mas desesperada diante das notícias sobre a pandemia sem nenhuma base científica que chegam de minuto a minuto pelos meios de comunicação.

As pessoas já estão doentes emocionalmente.

Nossos governantes estão agindo como loucos na busca de gerarem lucros políticos diante dessa tragédia social.

E nós privados de nossos direitos provando uma pequena dose de socialismo.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro