OPINIÃO

Ofensas Virtuais

15 Abril 2018 10:05:00

A internet promove ataques covardes

A justiça brasileira está mais rígida com quem usa as redes sociais e os grupos de conversas de celular para ofender, falar mal, difamar os outros. Quem posta a ofensa é punido, quem compartilha é punido e quem simplesmente entra na página e concorda com o que viu também é punido. Existem casos em que a vítima ganhou indenização de R$20 mil dos envolvidos.

O mundo que se exibe numa tela, onde a vida é meio de verdade, meio de mentira, meio civilizada, meio selvagem, e cada um diz o que quer acreditando estar livre de qualquer consequência, a cada dia fica mais parecido com o mundo real.

Nos últimos anos passaram pela justiça brasileira milhares de casos de vítimas de ofensas virtuais. Na grande maioria quem ofendeu foi julgado criminalmente e além disso pagou.

Quem responde pelo crime virtual? Em primeiro lugar, o responsável pela internet onde estava conectado o ofensor. Como no caso de automóveis, aquele que vai responder, se não puder dizer que foi outra pessoa e apresentar, é o dono do veículo. A mesma coisa acontece na internet. Em termos de resultados a internet é que gera mais provas. Está tudo documentado.

Em nossa região existem pessoas que se passam por jornalistas, sem o serem, e ainda possuem perfis com informações falsas de profissão e trabalho, ofendem, difamam pessoas. Condenam pessoas e incitam a sociedade contra as mesmas. Tem uma que se diz funcionária do Conselho Tutelar.

A internet promove ataques covardes. Mesmo sendo público mas, é de uma forma como se fosse pelas costas, com requinte de maldade, não é face a face.

Hoje os crimes virtuais tipificáveis pelo Código Penal Brasileiro tem sido o de difamação, que seria você expor a honra, a imagem de uma pessoa pela internet, e esse crime pode estar associado a outros: incitação ao crime, por exemplo: a ameaça.

Se decidir ir para justiça, mesmo que se consiga as provas depois, copie sempre a tela com as ofensas e ataques ou até mesmo grave áudio e vídeo, para dar agilidade ao processo para punir essas pessoas.





COLUNISTAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 100 78 fundos sala 02, Loteamento Dona Helena Morro
Apiúna - SC - Brasil

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro