TEMPORAIS

Municípios decretam situação de emergência após fortes temporais

Municípios decretam situação de emergência após fortes temporais

 Os três prefeitos (Apiúna, Ascurra e Rodeio) decretaram situação de emergência devido aos estragos que as enxurradas causaram nos municípios.

 O decreto de situação de emergência é necessário para que as administrações municipais tenham facilitados os trâmites administrativos e a busca de recursos.

 De acordo com instrução normativa federal a situação anormal é a situação de emergência ou o estado de calamidade pública decretado em razão de desastre cujos danos e prejuízos tenham comprometido a capacidade de resposta do poder público do ente federativo atingido.

RODEIO

 A Prefeitura de Rodeio decretou situação de emergência pelos danos causados pelas chuvas entre os dias 20 e 24 de Janeiro. A cidade teve alagamentos, deslizamentos de terra e ruas foram praticamente destruídas pela força da enxurrada. A Defesa Civil municipal monitora áreas de risco.

 A força da água deixou vários estragos por onde passou. Moradores dos bairros Rio Morto, Ipiranga e Diamantina chegaram a ficar isolados, somente no domingo, 24, foram registrados 115 milímetros de chuva. Já a enchente, registrada no dia, 20, isolou moradores dos Bairros Kaspereit, Dos Lagos e Rodeio 12.

 Depois de atender mais de 102 ocorrências por conta das chuvas intensas nos últimos dias, a Defesa Civil de Rodeio contabilizou 450 edificações atingidas seja direta ou indiretamente. Sendo assim, a Prefeitura de Rodeio oficializou a situação de emergência na cidade na quarta-feira, 27.

 O Prefeito Valcir Ferrari assinou o decreto após um levantamento preliminar indicar aproximadamente R$ 600 mil reais de prejuízos públicos e privados causados por deslizamentos, quedas de árvores, enxurrada e enchente.

 Três linhas de frente da Diretoria de Obras trabalham na limpeza das vias principais dos Bairros Nova Brasília, Glória e Centro. Outras frentes de trabalho estão normalizando os acessos aos bairros mais afetados do interior.

 Apesar dos estragos registrados em vários bairros, nenhum óbito ou ferido com gravidade foi registrado.

ASCURRA

 Um forte temporal atingiu a cidade de Ascurra na noite do domingo, 24. Segundo uma das estações pluviométricas da CEMADEN, localizada na BR-470, foram mais de 100 mm de chuva em um curto período. Alagamentos, enxurradas e quedas de barreiras foram registradas por toda a cidade. Desde a noite de ontem a equipe da Defesa Civil, com apoio dos Bombeiros Voluntários, esteve de plantão atendendo as ocorrências no município. Nesta manhã de segunda-feira, o prefeito municipal Arão Josino decretou Situação de Emergência.

 "Ao lado da nossa equipe de servidores, não mediremos esforços para dar todo o suporte necessário para quem precisa. Estive nas ruas até as 3 horas da manhã acompanhando a situação. Reunimos nossa equipe logo pela manhã e estabelecemos o cronograma de trabalhos para o dia de hoje. Pela situação de momento, já declaramos situação de emergência e agora estamos fazendo o relatório de danos para enviar ao governo estadual", destacou o prefeito Arão Josino.

???Em dados extraoficiais, foram 70 casas prejudicadas, atingindo 500 pessoas aproximadamente. Foram registrados pontos de alagamento no Centro, bairro Vila Nova, São Francisco, Estação e Tamanduá. Deslizamentos de terras atingiram o bairro Guaricanas, Estação, Ilse, São Francisco e Tamanduá. Os trabalhos da equipe de Obras da prefeitura, que iniciaram durante a madrugada, seguem acontecendo para a recuperação da cidade.

????A Defesa Civil de Santa Catarina esteve na cidade verificando a situação. O Cabo dos Bombeiros Militares Fabrício da Costa Lopes, representante da Defesa Civil de Santa Catarina nos municípios do Médio Vale do Itajaí, veio acompanhar os estragos causados pelas chuvas e discutir os encaminhamentos de apoio.

APIÚNA

 Os estragos no município de Apiúna não foram diferentes dos demais municípios e o prefeito Marcelo Doutel da Silva comunicou que na tarde dessa quinta-feira, 28, assinaria também o decreto. Até o fechamento dessa edição não confirmamos a publicação.

 "Nossa malha viária está muito comprometida", afirmou Marcelo.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro