GERAL

BR-470 terá novo posto para abastecimento de GNV, em Apiúna

Consumo de GNV em Santa Catarina cresceu 3,11% em 2019 e economia chega a ser de 44% em relação à gasolina e de 55% ao etanol

Foto: DIVULGAÇÃO

A Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS) passou a disponibilizar Gás Natural Veicular (GNV) em dezembro a mais um posto localizado às margens da rodovia BR-470, no município de Apiúna. Em breve os motoristas poderão encontrar o combustível também em Apiúna perfazendo assim sete locais ao longo da rodovia federal, considerando que Gaspar, Blumenau, Indaial, Rodeio, Rio do Sul e Pouso Redondo também ofertam GNV nesta rota. 

"O novo posto de GNV no município de Apiúna está num local estratégico de alto fluxo na BR-470, facilitando a vida do usuário que trafega pela região. Este é mais um passo dado no processo de interiorização do gás natural", afirma o engenheiro da Gerência de Mercado Urbano e Veicular da empresa, Leonardo Castro.

Santa Catarina possui ao todo 133 postos para abastecimento de GNV localizados em 50 municípios. A SCGÁS prevê a interligação de dez novos postos em 2020, visando ampliar a oferta aos mais de 105 mil veículos emplacados que utilizam o combustível no Estado.

A comunidade apiunense espera que a empreiteira da SCGÁS termine os trabalhos recolocando o asfalto retirado do acostamento da rodovia que acabara de ser revitalizada.


Consumo de GNV em Santa Catarina cresceu 3,11% em 2019

De janeiro a novembro de 2019, a venda média de GNV registrada em Santa Catarina foi de 343 mil m³/dia, o que representa um crescimento de 3,1% em relação ao mesmo período de 2018 e de 27% quando comparada a 2017. O volume consumido no período é o maior desde 2012. O recorde foi atingido em 2011, quando o Estado registrou uma venda média de 368 mil m³/dia. 

Segundo o gerente de Mercado Urbano e Veicular da Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGÁS), Gustavo Caldas dos Santos, após o recorde de 2011, o mercado de GNV catarinense passou por um ciclo de estabilidade e retração, mas o cenário tem se mostrado positivo nos últimos quatro anos.

"Naquela época, o congelamento do preço dos combustíveis líquidos reduziu a vantagem econômica do GNV, visto que ele continuou tendo suas tarifas atreladas ao dólar. A retomada que constatamos desde 2016 acontece em razão do efeito inverso daquele cenário: a competitividade tem aumentado com os frequentes reajustes praticados aos combustíveis líquidos", explicou.

Na época, o envelhecimento da frota de veículos também contribuiu para a retração do consumo, mas com a mudança no cenário, a procura por kits GNV aumentou significativamente. De acordo com o Denatran, desde 2017 foram registrados 14,7 mil novos veículos adaptados para uso do gás natural no Estado, representando crescimento de 16,2% da frota nos últimos três anos. Com isso, Santa Catarina alcançou a marca de 105 mil veículos, terceiro maior mercado de GNV do país.

A economia é o principal fator de atratividade para quem opta pelo combustível. Em alguns casos, a vantagem chega a ser de 44% frente à gasolina e de 55% frente ao etanol. O preço pago pelos motoristas varia atualmente de R$ 2,687 a R$ 3,299 em Santa Catarina, segundo dados da ANP.

Para 2020, a SCGÁS prevê a implantação de dez novos pontos de distribuição em oito municípios catarinenses. Com o aumento, serão 192 postos de GNV no Estado. Atualmente a Companhia oferece o Rota GNV, aplicativo que oferece um mapa com postos disponíveis. Além disso, a ferramenta simula a economia em relação a outros combustíveis.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro