LANÇAMENTO

'O MUNDO É NOSSO'

Apiunense lança livro infantil e homenageia amigos de infância

Honrados pelo projeto do seu livro O Mundo é Nosso e principalmente orgulhosos por sua preocupação com a integração entre as crianças brasileiras e migrantes, a família da apiunense Nilzane Mabel Fornari, quer compartilhar com alegria e entusiasmo a sua nova conquista.

A obra "O Mundo é Nosso" é um instrumento de abordagem lúdica de integração de crianças nacionais e migrantes, a partir da primeira infância, para levar ao seu conhecimento e dos seus familiares os problemas das migrações

A família da advogada apiunense relata que a obra infantil objetiva ainda a criação de um maior senso de responsabilidade entre os cidadãos e suas atitudes com os "estrangeiros" conheçam a realidade dos outros países e de suas culturas, e passem a ver o ser humano como espécie.

Nilzane é filha do saudoso Nearco Natal Fornari e de Amabel Irma Ferrari Fornari.

Em um vídeo publicado nas redes sociais a escritora fala sobre as homenagens eternizadas no livro aos amigos, que já não estão entre nós Jorge Luiz Fistarol e Luciane Girardi.

"Quando precisei dar nome as crianças, naquele momento não poderia ser diferente, me veio a cabeça homenagear dois grandes amigos de infância que partiram precocemente, mas que são eternos em meu coração e minha memória que é a profi Lu que homenageio a grande amiga Luciane Girardi e o Jorge que homenageia Jorge Luiz Fistarol. Assim seus nomes permanecem eternos agora também em meu livro". Explicou Nilzane com os olhos marejados. 

Segundo a autora foi um projeto de três anos.

"Das coisas que eu realmente acredito: o potencial do ser humano em se transformar e, consequentemente, transformar o mundo em que vive!

Existem muitos sentimentos envolvidos neste trabalho. Há felicidade, amor, saudade, solidariedade, empatia, alteridade e muita, muita esperança de que por meio dele pessoas sejam tocadas em seus corações para uma realidade tão triste e urgente que é a condição hoje de milhares de pessoas migrantes ou refugiadas.

A partir do momento que nós nos identificarmos como espécie humana e não como indivíduos, as características culturais, étnicas, religiosas entre outras, serão apenas uma diferença importante, importante pois é a marca da nossa identidade, daquilo que ao olhar no espelho nos faz saber quem somos! No mais, somos incrivelmente iguais, em sangue, necessidades e destino.

Portanto, é com muito carinho que vos apresento:

"O mundo é nosso"! "

 Um belíssimo projeto que precisa ser valorizado aqui nas escolas da região, principalmente, pois além da autora ser filha de Apiúna, sua mãe Amabel é filha de Ascurra.

 Parabéns para a Dra Nilzane e a toda sua família.





EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro