ECONOMIA

Setor de transportes de SC registra aumento da movimentação de cargas

Retração acumulada do setor caiu de 42% para 35% em uma semana

A queda no volume de cargas em Santa Catarina atingiu 35% na última pesquisa divulgada pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística). O valor é significativamente menor do que o registrado na pesquisa anterior, de 42%. O resultado, que abrange o acumulado desde o início do isolamento social, mostra pequena reação do setor.  

A principal razão para a alteração é a liberação de serviços pelo governo do Estado. Desde a última semana, o comércio de rua voltou à atividade, assim como já havia acontecido com a construção civil e profissionais liberais e autônomos. Na quarta (22), os shoppings também tiveram autorização para retornar, e devem contribuir com a retomada dos transportes. 

"Nós estamos cumprindo rotas e percursos com um terço da capacidade de veículo, 50% da capacidade de veículo, dependendo da região. Sabemos que nosso trabalho é fundamental, pois é uma atividade essencial e precisamos garantir o abastecimento do país, entretanto é preciso de um respaldo para poder funcionar, que está voltando gradualmente", afirmou o presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de SC (Fetrancesc), Ari Rabaiolli.  

Os dados, apurados de 13 a 19 de abril, mostram que a redução em alguns estados foi bastante expressiva, como é o caso do Maranhão (75%), Mato Grosso (52,8%) e Mato Grosso do Sul (51,2%). O transporte rodoviário internacional de cargas, que já vinha sofrendo antes da crise, também caiu cerca de 61%. 

O percentual de empresas que tiveram queda significativa no faturamento ainda revela que saltou de 66% na primeira semana de acompanhamento para 89%. 

Para o presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio, ainda não é possível prever até quando continuará a crise. "Temos acompanhado e passado as informações para órgãos governamentais para que eles fiquem por dentro de como as empresas de transporte de cargas estão sendo atingidas e para que nos ajudem com as demandas que temos apresentado", disse.




EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro