ECONOMIA

Catarinenses devem gastar menos com passeios e presentes neste Dia dos Namorados

68,7% dos consumidores pretendem ficar em casa nesta data. Gasto médio deve cair 22,4% em relação ao passado

Segundo um levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC), 68,7% dos catarinenses deve passar o dia dos namorados em casa. Isso representa quase o dobro dos 37,4% registrados ano passado.  

A maior queda de público deve acontecer nos restaurantes. Apenas 12,2% deve almoçar ou jantar fora neste ano, uma queda de 29,5 pontos percentuais em comparação aos 41,7% de 2019.

Além de sair menos, os consumidores devem diminuir seus gastos com presentes neste Dia dos Namorados. De acordo com a pesquisa, o gasto médio será de R$ 138,47, uma de queda de 22,4% em relação aos R$ 178,53 registrados no ano passado.

Inicialmente o levantamento apontou para um gasto médio de R$ 218,19, mas, conforme explicou a entidade, há uma distribuição assimétrica na intenção de gasto das faixas maiores de renda que compensaram a queda nas faixas menores. Os dados mostram que 23,5% dos catarinenses devem gastar menos que R$ 100, enquanto 28% pretendem gastar valores superiores a R$ 200.

A diminuição do gasto médio está relacionada com a deterioração da situação financeira das famílias: 41,8% afirmam estar em uma situação pior que no ano anterior. "Esses dados praticamente invertem a situação financeira observada no ano passado e indicam que o resultado de vendas tenderá a ser consideravelmente menor na média", explicou a Fecomércio/SC em relatório.

Para não se endividar, a maioria dos consumidores deve fazer as compras à vista, sendo que 45,3% deve optar pelo dinheiro e 24,4% pelo cartão de débito. Já 14,3% dos entrevistados afirmou que deverá parcelar no cartão de crédito e 1,9% irá fazer as compras parcelando no crediário.

Preferências do consumidor

Seguindo a tendência de sair menos de casa por conta das recomendações de isolamento social, o percentual de catarinenses que irá comprar presentes pela internet neste mais que dobrou em relação ao ano passado: saltou de 6,3% para 14,5%. Apesar do aumento, a preferência continua sendo pelo comércio de rua (53,8%) e pelos shoppings centers (23%).

Os itens mais procurados na data serão do setor de vestuário (33,2%), seguido por perfumes e cosméticos (18,4%) e por calçados e bolsas (9,6%). Para tentar encontrar os melhores preços, 71% dos consumidores afirmaram que pretendem fazer pesquisas antes de comprar.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro