Alan.png
QUALIDADE DE VIDA

Musculação X Adolescentes

Este é um dos maiores mitos que cercam a musculação

Diferentes grupos hoje usam a musculação, para melhoria da saúde, estética e desempenho. Neste contexto, a musculação para adolescentes ganha cada vez mais adeptos. 

Durante muito tempo, foi propagada a informação de que, nesta fase, ela é prejudicial e pode prejudicar o desenvolvimento e o crescimento. Mas será mesmo?

Este é um dos maiores mitos que cercam a musculação. Veremos a seguir, os benefícios da musculação para adolescentes.

Um dos principais argumentos, de quem condena a musculação para adolescentes, é que ela prejudicaria a placa epifisiária (conhecidas como placas de crescimento). Estas placas encontram-se nos ossos e com o término do crescimento, transformam-se em uma linha epifisiária.

Porém, não há um estudo sequer, que sustente tal posicionamento.

É importante entender que a musculação envolve uma série de variáveis. A adaptação destas, a individualidade de cada pessoa, é que vão determinar realmente, se a musculação é saudável ou não.

Então, quando falamos em musculação para adolescentes, é importante entender que estamos tratando de um público específico. A musculação para eles é altamente saudável, desde que adaptada as suas individualidades.

COMO DEVE SER A MUSCULAÇÃO PARA ADOLESCENTES?

A musculação em si, só traz benefícios para os adolescentes. A prática errônea e irresponsável, é que pode trazer problemas como lesões.

Por isso, é importante seguir uma boa metodologia de trabalho, para que haja mais segurança!

1- Primeiro execução, depois carga

Este não é um parâmetro de qualidade apenas para adolescentes, mas também, para qualquer pessoa. Porém, em adolescentes, por termos o fator crescimento envolvido, temos maior importância neste quesito.

Imagine um adolescente que, por exemplo, não consegue agachar da forma adequada, mantendo todas as rotas articulares e posição da coluna, preservadas. É possível usar carga neste exercício? Não! Primeiro precisamos melhorar a execução. Após isso, é que podemos aumentar a carga e a intensidade do movimento.

Adolescentes tendem a ser mais ansiosos com resultados e desempenho. É fundamental que o adulto que está supervisionando o treino, mantenha sempre o cuidado, para que não haja problemas no que se refere à qualidade do treino. Por isso, antes de tudo, devemos priorizar a qualidade na execução dos movimentos. Depois disso, podemos pensar em carga.

2- Treinos de adolescentes precisam ser periodizados

Sabe aquela mentalidade de que por que a pessoa é jovem ela "aguenta qualquer coisa"? Ela não cabe na musculação. Treino de musculação para adolescente, precisa ser periodizado. Para o correto desenvolvimento de força e hipertrofia, precisamos de uma boa base, de algo que dê o suporte para que tais adaptações ocorram.

Por isso, precisamos de um bom planejamento das ações e estratégias a serem usadas, em longo prazo. Mesmo adolescentes com potencial para serem atletas, que precisam de melhoria do desempenho, precisam desta questão bem trabalhada.

3- Foco no médio e longo prazo

Um adolescente precisa, sempre, de um estímulo que seja sustentável. Ele tem que manter o treinamento por um bom período de tempo, para que tenha de fato, os benefícios do exercício físico em sua vida.

Por isso, todas as estratégias são pensadas em médio e longo prazo. Devemos primeiramente pensar nas bases funcionais do treino, para depois, focar nas questões de desempenho e de estética.

4- Estímulos adequados com a capacidade de adaptação

Da mesma maneira que temos de ter cuidado com a intensidade alta, devemos também pensar em acompanhar o nível de adaptação do adolescente. Eles tendem a adaptar-se aos estímulos de uma forma muito mais rápida. Por isso, o treino, bem como a periodização, precisa preconizar o aumento da intensidade dos estímulos, de acordo com a adaptação.

Por isso, é muito importante que o adulto que acompanha o treino do adolescente, mantenha-se atento ao nível de treinamento do mesmo. Desta maneira, poderemos verificar se os estímulos estão adequados e principalmente, se o treino vem surtindo o efeito esperado.

5- Dieta e suplementação

A dieta também é um ponto importante. De nada adianta o adolescente fazer seu treino corretamente, se ele não fizer uma dieta adequada. Como esta é uma fase de intensa atividade metabólica, precisamos sempre de uma dieta que dê sustentação para isso.

Além desta questão, temos ainda o treino, que gera desgaste e necessita de energia. Portanto, uma dieta saudável e alinhada com o que o adolescente precisa, é fundamental.

A suplementação pode ser usada, desde que um nutricionista avalie a real necessidade e oriente como tomar corretamente.

6- Anabolizantes jamais

É muito importante que o adolescente tenha paciência, acompanhamento e saiba que os resultados não acontecem do dia para a noite. Paciência é fundamental.

Adolescentes não devem, em hipótese alguma, fazer o uso de esteroides anabólicos. Esta é uma fase onde todo o sistema endócrino está em intensa atividade. Por isso, é importante manter o equilíbrio do mesmo, durante este processo.

Por isso, para fins estéticos e de desenvolvimento, jamais devemos usar esteroides anabólicos em adolescentes. Os problemas que isso pode causar podem repercutir por toda a vida.

A musculação para adolescentes é uma prática altamente saudável e se feita da forma correta, com o acompanhamento de um profissional, não traz qualquer risco. Por isso, é muito importante focar na qualidade dos estímulos e em um trabalho de médio a longo prazo. Sempre treine com a orientação adequada!

Bons treinos!

Referências: http://www.treinomestre.com.br http://www.hipertrofia.org/blog/






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro