Alan.png
QUALIDADE DE VIDA

Artrose no Joelho e Exercícios

01 Setembro 2017 11:30:53

Alan Giovani Ceruti
CN#06.png
Foto: Divulgação
Artrose

Não se preocupe caso tenha artrose no joelho, mas tenha em mente que alguns cuidados deverão ser tomados quando assunto é artrose no joelho e musculação.

Artrose é uma das mais comuns doenças reumáticas. Ela é também conhecida como osteoartrose, osteoartrite, artrite degenerativa e doença articular degenerativa. Acomete homens e mulheres e é mais frequente conforme a idade avança. Incide principalmente nas articulações dos joelhos, coluna, quadril, mãos e dedos. Seu aparecimento pode ter como causa fatores hereditários e fatores mecânicos.

Quando o assunto é artrose no joelho devemos priorizar algumas ações na musculação que vou falar brevemente abaixo.

Devido a artrose ser um problema degenerativo, não é indicado fazer exercícios de alto impacto, mas sim priorizar o fortalecimento para quadríceps, posteriores de coxa (bíceps femoral), adutores e abdutores, para que se consiga um fortalecimento por igual em todos os músculos da coxa, dando preferência aos exercícios isométricos, ou seja, aqueles em que você sustenta o membro na posição de contração muscular. É importante também fazer exercícios de alongamento para todos esses grupos musculares que irá fortalecer.

Não existe tratamento que cure ou faça regredir um quadro de artrose, mas é possível diminuir a dor e a rigidez das articulações, bem como melhorar os movimentos e a capacidade geral do indivíduo, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Causas da Artrose

Artrose não é um termo comumente usados para descrever doença articular degenerativa. Para compreender plenamente o significado de artrose, é importante inicialmente entender a anatomia da articulação. As extremidades dos ossos que são parte de uma articulação têm uma superfície lisa conhecida como osso subcondral.

Sobre o mesmo encontra-se a cartilagem articular, que é tecido conjuntivo forte, mas flexível, que protege o osso, permite o movimento mais fácil entre as superfícies e também atua como um absorvedor de choque. Similarmente, se existe alguma doença subjacente que retarda ou impede a atividade das células da cartilagem, a mesma eventualmente se desgastará. Conforme se enfraquece, pedaços da cartilagem rompem e flutuam no espaço articular.

                O tecido ósseo está agora exposto ao mesmo desgaste como a cartilagem articular, mas não tem flexibilidade e capacidade regenerativa. É então destruído com o tempo e esta condição é conhecida como osteoartrite.

Exercícios

Um programa de exercício é fundamental no tratamento da artrose. Com eles é possível melhorar a dor e a rigidez. São recomendados:

Exercícios que simulem AVD (atividade de vida diária), por exemplo a dança, pois ajudam a manter a movimentação normal das articulações e aliviar a rigidez. Esse tipo de exercício ajuda a manter ou elevar a flexibilidade.

Exercícios de força, por exemplo musculação, ajudam a manter ou aumentar a força muscular. Músculos fortes ajudam a dar apoio e proteger as articulações afetadas pela artrite.

Exercícios aeróbicos ou de resistência, por exemplo andar de bicicleta, elevam o condicionamento cardiovascular, auxiliam no controle de peso e melhoram as funções gerais. O controle de peso pode ser importante para pessoas que têm artrite devido à pressão a mais do peso extra em várias articulações. Alguns estudos mostram que o exercício aeróbico pode reduzir a inflamação em algumas articulações.

Exercícios realizados na água, por serem mais seguros e confortáveis.

Dicas

Os exercícios devem ser feitos evitando a dor.

Comece lentamente e com poucas repetições. Aumente a carga, progressivamente, até conseguir seguir todo o programa.

Não desista! A continuidade é fundamental para os exercícios produzirem resultados;

As aulas devem ser contínuas e de baixa intensidade;

Exercícios de longa duração e grande intensidade devem ser evitados durante a crise (inflamação);

O aquecimento deve ser maior do que o convencional.

As aulas devem se modificar em intensidade e duração, de acordo com as respostas dos alunos, com relação: a medicação usada, nível de dor e alterações da doença.

Os exercícios usados deve levar em consideração a localização e o grau de acometimento da artrose.







1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 100 78 fundos sala 02, Loteamento Dona Helena Morro
Apiúna - SC - Brasil

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro