Ailton.png
PASSANDO A LIMPO

O que seriam dos trabalhadores se não fossem os empregadores?

06 Maio 2018 13:36:00

Tudo que eu sempre quis dizer sobre o dia do trabalho

Ailton Carlos Coelho

"É do culto ao roto, ao pobre, a miséria que tanto bem traz aos políticos, padres, freiras, pastores de todos os tipos de igrejas. Vejamos como vicejam igrejas entre os latinos e as escolas.... Diga-me quão grande é tua Igreja e dir-lhe-ei o tamanho exato da tua miséria." CG 

O que seriam dos trabalhadores se não fossem os empregadores?

Empregador não trabalha 8 horas por dia... Ele trabalha 10, 12 ou até mais se precisar...Não tem férias, Não tem 13º, Não tem sossego... Ele luta para manter uma empresa em pé. Carrega nas costas a responsabilidade de manter íntegra o seu nome, o nome de sua família e o nome da sua instituição perante a sociedade, clientes internos, clientes externos e justiça (MP, MT, JF). Precisa saber contratar, comprar, vender, faturar, receber e garantir que vai pagar tudo em dia!

Nada mais justo que um dia a recompensa por aceitar o desafio desta vida venha! E que o empregador ganhe dinheiro! E que vá muitas vezes para o exterior! E que compre carrão, casarão, mansão e que tenha um vidão!

Acordar todos os dias com o peso e a responsabilidade de inúmeras famílias sobre seus ombros não é para qualquer um. Tem que ser iluminado e determinado!

Neste dia do trabalho, minhas homenagens foram também esses guerreiros que seguram esse país driblando as malucas leis, taxas absurdas, instabilidade política, insegurança pública, índices inconsistentes, cobranças demasiadas, exigências exageradas e desafios constantes, mas que não desistem nunca!

Aos nossos trabalhadores empregadores, todo o meu respeito.

Não sei quem escreveu este texto, mas disse tudo que eu sempre quis dizer sobre o dia do trabalho, um dia dedicado a promover o "trabalho" como forma de conquista de uma vida melhor e de engrandecimento do ser humano.

É triste ver vagabundos, que jamais trabalharam, em palanques de sindicatos festejando o dia do trabalhador.

Investimento para melhorar e crescer

Os vereadores Euclides (Sessa) Pedroso e Jorge Bernardi flagrados nas imagens coordenando os trabalhos em terreno baldio, próximo ao Posto Mime e Restaurante Dois Bernardi, que


será transformado em estacionamento para caminhões.

Como diz o Jorge, "sempre trabalhando para o desenvolvimento do nosso querido município de Apiúna".

Irregularidade

Recebi denúncia de que as administrações públicas estão mantendo professores com horas atividade acima do que determina a Lei.

Não tive tempo para buscar os esclarecimentos, mas o farei o mais breve, pois se existem irregularidades temos de saná-las.

Transparência e obediência as Leis é um dever de todos.

Contribuição Sindical

O cidadão de bem de nosso imenso e corrupto país não consegue mais saber o que é obrigação, dever, o que direito.

As Leis são interpretadas pelos operadores da justiça conforme seus interesses. A Ordem que deveria ser defensora do cidadão só defende os seus, em claras ações corporativas.

A obrigatoriedade do pagamento da contribuição para os sindicatos foi anunciada aos quatro cantos, mas eis que surgem os "jeitinhos". Mesmo você não sendo obrigado a ser sindicalizado tem a obrigação de aceitar que estes o representem em negociações trabalhistas, onde os meus achacam os empregadores na maioria das vezes gerando demissões e falências.

Que Leis são essas?

Porque a Justiça do Trabalho que possui orçamento multibilionário só defende sindicalistas e não julga pelo que está determinado, escrito na Lei?

Como diz um amigo meu: "Existe a necessidade urgente de resetar o Brasil, formatar os poderes e começar tudo do zero, pois os que aí estão não possuem mais credibilidade e nem honestidade para darem prosseguimento nas ações que os poderes necessitam".

Que o Poder judiciário seja composto por magistrados que passem em um concurso de alto nível e depois ainda sejam confirmados pelo voto popular.

Se podemos eleger os outros dois poderes, também podemos eleger o Judiciário.

Macaco Velho só quebra galho

O cidadão de bem precisa urgentemente tomar uma atitude drástica, mesmo que venha prejudicar alguns políticos honestos que o Brasil ainda possui.

Precisamos tirar todos eles dos galhos, dos cabides, da "profissão político".

Chega da permanência por 25, 30, 40 anos sem dar espaço para outros.

Esses que aí estão só quebram o galho dos amigos e dos cabos eleitorais.

Não reeleja ninguém!

Busque novas opções. O Brasil precisa disso.

Medida Provisória 220

A MP que reduziu o ICMS de 17% para 12%, mas na prática, reduziu o benefício fiscal oferecido para parte do setor produtivo, resultou na mobilização de milhares de empresários dos setores têxtil, atacadista e de reciclagem, que pediram a reconsideração do governo do Estado e a rejeição da Medida Provisória em tramitação na Assembleia.

Após esse embate o Governo aceitou os argumentos dos empresários e voltou atrás quanto o setor têxtil.

Novos capítulos vem por aí.




EDIÇÕES IMPRESSAS



COLUNISTAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 100 78 fundos sala 02, Loteamento Dona Helena Morro
Apiúna - SC - Brasil

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro