Ailton.png
AILTON COELHO

Ignorância

'Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão'

 Já disse um dia Nicolau Maquiavel: "Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão." 

 Durante toda a semana só se falou nas mídias sobre o decreto do presidente Bolsonaro que privatizava o SUS.

 Errada a informação e a maioria sem ler e sem pesquisar saiu compartilhando, até mesmo pessoas aqui de Apiúna que eu achava que eram esclarecidas e inteligentes.

 O decreto previa parcerias para a finalização de 168 UPAs e 4000 UBSs que estão inacabadas, sem recursos para finalizar as obras, comprar equipamentos e contratar pessoal. Previa também que o cidadão pudesse buscar atendimento na iniciativa privada, com despesas pagas pelo governo. Ou seja, em nenhum momento foi previsto o fim da saúde "gratuita", mas a ampliação de benefícios, entregando mais unidades e aumentando as possibilidades de atendimento.

 Mas para a esquerda nada disso importa. O fundamental é atrapalhar o governo, é desmoralizar "o Coiso".

 Então meus parabéns, pois alcançaram seus objetivos.

 Mas, não esqueçam de na próxima vez que alguém morrer aguardando atendimento nas filas intermináveis do "ótimo" Sistema Único de Saúde, comemorar. Afinal, o "lacre" deve valer mais do que vidas, não é mesmo?

Ignorância 2

 Vejo nas pesquisas enorme índice de abstenções, votos nulos e brancos. Sinto informar que todos esses números mostram a nível de cultura do povo brasileiro.

 Não comparecer a votação e ou comparecer e votar nulo ou branco demonstra ignorância e falta de responsabilidade com a sociedade que você faz parte.

 Mas, se para você nenhum candidato é "bom", ou está preparado, escolha o menos ruim, pois de qualquer maneira alguém irá governar os destinos de nosso município.

 Pense nisso?

Manobra dá bônus de R$4mil para servidores

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina publicou portaria, na última semana, incluindo servidores do gabinete do secretário no Centro de Operações de Emergência em Saúde. Segundo o deputado Estadual Milton Hobus, com a manobra de última hora, eles estão aptos a ganhar gratificação de até R$ 4 mil em seus salários, valor muito maior do que o recebido por profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, como enfermeiros e médicos da rede pública estadual.

 De acordo com portaria publicada no Diário Oficial do Estado na última semana, o secretário da pasta, André Motta Ribeiro, colocou 28 servidores no grupo "destinado a integrar as ações e serviços de saúde". Entre eles estão fotógrafo, assessores técnicos e analista de redes sociais. Os integrantes do COES, segundo o artigo 9º da lei 18.007, de 29 de setembro de 2020, vão ganhar valor fixo de R$ 3.944.

 Para Hobus, dar uma gratificação para enfermeiros, médicos e profissionais que estão trabalhando em hospitais e unidades de COVID-19 é fundamental. Ele foi relator e votou favorável, na Assembleia Legislativa, à medida provisória que estabelece um adicional de R$ 500 a R$ 2 mil para esses trabalhadores. No entanto, o parlamentar afirmar que gratificar quem está nos gabinetes é um equívoco.

 "Passar uma bonificação dessa, além de errado, é um insulto com os profissionais que estão na frente da batalha, correndo risco para prestar um serviço tão essencial para os catarinenses", destaca o parlamentar.

Deputado Nilson trata de obras da BR-470

 Na terça-feira, 27, o deputado federal Nilson F. Stainsack, esteve no Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes - DNIT, em audiência com o diretor-geral, General Antônio Leite dos Santos Filho. A reunião foi para tratar do projeto básico e executivo para duplicação BR-470/SC entre km 73,18 em Indaial e km 233, na interseção da BR-116, no município de São Cristóvão do Sul. De acordo com o DNIT, já existe um Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) que indica a necessidade de duplicação até a BR-116. O trecho do km 73,18 em Indaial e km 233, atualmente é administrado pelo DNIT e está coberto por contratos apenas de manutenção.

 O deputado Nilson Stainsack destacou que irá apresentar este pleito a Bancada Catarinense. "Pretendo conversar com os colegas deputados e dar andamento aos trabalhos para duplicação deste trecho que é de fundamental importância para o Vale do Itajaí", disse.

 A audiência que aconteceu presencialmente entre o General Santos Filho, Deputado Nilson Stainsack, analista de infraestrutura Leonardo Perim, assessor técnico Adriano Sousa, assessora parlamentar Daiana Kmiecik, também contou com a participação virtual do superintendente do órgão em Santa Catarina, Ronaldo Carioni e demais integrantes da equipe técnica do DNIT.






EDIÇÕES IMPRESSAS



1218217951.png

 

Cabeço Negro
Rua 20, número 60 - sala 01 = Loteamento Helena B. Morro
Apiúna  - SC - Brasil
89135-000

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Cabeço Negro